Programa Especial de Branding Digital para Moda: Ricardo Bezerra fala sobre criação de marca

No próximo dia 14 de setembro, acontece mais uma edição do Programa Especial de Branding Digital para Moda, uma correalização do Instituto Rio Moda e da Casa Firjan. Conversamos com Ricardo Bezerra, sócio da Tátil Design, para saber um pouco mais sobre o tema de seu talkshow com Marcia Kemp, da Nannacay: “New born: a criação de uma marca e seu lançamento”.

Trabalhando há mais de 20 anos com design e branding, Ricardo Bezerra é sócio e diretor de criação da Tátil Design, uma das principais agências de design do país, onde ele coordena projetos de branding, expressão e experiência de marca para clientes com atuação no Brasil, América Latina e Estados Unidos, como Coca-Cola, Natura, Tim, Shell e outras. Com tanta experiência, ele garante que “um processo de branding exige um olhar profundo sobre a natureza da marca. É fundamental recuperar, reforçar e construir as suas propriedades expressivas, que são as características intrínsecas que fazem dela uma marca única”. 

O diretor criativo complementa dizendo que “a proposta de valor de uma marca nasce do encontro entre as suas competências essenciais e as demandas do contexto onde ela está inserida. Quase todas as marcas sabem o que elas fazem, algumas sabem como fazem, mas poucas sabem porque fazem”. Para garantir seu lugar de sucesso, Ricardo observa: “as marcas que conseguem colocar o seu propósito em função da construção de um futuro desejável são as marcas que terão um lugar de destaque nesse futuro”.

Com as mudanças impostas pela revolução digital, Ricardo explica que “o contexto cada vez mais dinâmico e volátil faz com que esse processo ‘terapêutico’ seja feito também de forma otimizada e assertiva. Por isso, a necessidade de processos ágeis, que considerem os pilares do Design Thinking – a cocriação, a experimentação e a empatia”. 

Esse novo cenário fez também com que surgissem uma série de ferramentas que entregam, de maneira gratuita (ou quase), logomarcas para aqueles que acreditam estar fazendo um bom negócio, mas Bezerra ressalta que “a democratização dessas ferramentas só aumenta a relevância do branding e design como as disciplinas capazes de garantir a construção de marcas vivas – aquelas em que suas expressões (corpo) são a perfeita tradução da sua essência (alma). Esse alinhamento entre ética e estética só é possível a partir de um processo de investigação e criação integrados”. 

Entretanto, ele não enxerga tais mudanças (do analógico para a invasão digital) de maneira negativa: “A democratização tecnológica é inevitável e positiva. Caberá aos designers aliar o pensamento estratégico à sensibilidade criativa para formular as questões certas e construir os seus próprios briefings”. Aliado a esse contexto, e para evitar possíveis erros, é importante que a marca saiba o seu propósito e motivo de existência: “acredito que o maior erro de uma marca seja desconhecer a sua razão de ser ou ainda ficar auto referente, e esquecer que ela existe também para gerar valor para todos os seus públicos (internos e externos)”, declara Ricardo Bezerra.

Portanto, se você pensa em abrir uma marca ou está no começo de um novo negócio, pedimos uma ajudinha a ele com algumas dicas. Anote aí: “Primeiro entenda a sua razão de existir, o seu propósito original, que deve ser maior do que o interesse monetário – ele será o seu guia para tomada de decisões. Depois, entenda o seu público e o contexto no qual está inserido (social, econômico e ambiental). Uma marca só será relevante se for capaz de gerar valor para todos”. Quer saber ainda mais sobre o assunto? Garanta já o seu ingresso para a próxima edição do Programa Especial de Branding Digital para Moda e assista ao vivo o talkshow entre Ricardo Bezerra, da Tátil Design, e Marcia Kemp, da Nannacay.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *