Tudo sobre a primeira loja do RIOetc: entrevista exclusiva com Thiago Petrik

Por Mariah Medeiros – Publicado em 14 de novembro de 2017
 
Thiago Petrik, um dos fundadores do RIOetc, fala sobre a primeira loja da marca.
Confira a entrevista na íntegra:
Como será a seleção das marcas para o projeto e quantas marcas vocês pensam em abrigar?
 

Queremos oferecer um mix diverso, mas todas as marcas têm atributos em comum. Por exemplo, carregam com orgulho em suas tags a expressão “Feito no Brasil”. Esse foi o ponto inicial. A partir daí, design, qualidade e conceito. A proposta da nossa loja é contar histórias, então precisamos de boas histórias para contar. Claro que o espaço não é infinito, então pra possibilitar que mais gente exponha, vamos ter uma arara rotativa. 

Serão apenas marcas registradas ou novos artistas também terão espaço?
 
Há anos o RIOetc funciona como uma antena para captar e divulgar novos talentos das mais diversas áreas. Não faria sentido ser diferente na nossa loja. Queremos conhecer novas pessoas o tempo todo. Também teremos uma galeria funcionando no espaço, então teremos também “pessoas físicas” em cartaz.
 
Vocês pensam em colocar alguma marca de comida?
 
No momento, não. Já é muita novidade pra gente gerenciar uma loja, imagina ainda tomar conta de comida. Além disso, queremos que o foco fique integralmente em quem está lá, e a comida pode acabar desviando a atenção.
 
O que vocês esperam com o lançamento da loja?
 
Esperamos poder ajudar o carioca a encontrar essas jovens marcas num ponto fixo – na maioria das vezes, elas estão restritas às feiras. Aliás, importante dizer: não temos absolutamente nada contra o formato das feiras, apenas estamos oferecendo uma alternativa. E esperamos também poder ajudar as marcas a se comunicar de forma mais profissional.
 
Qual é o posicionamento e o diferencial da RIOetc a loja?
 
A loja nasce quando o RIOetc completa dez anos. Nesse período, embora tenha existido sempre virtualmente (ou no máximo em formato impresso), a marca RIOetc carrega alguns atributos. Por exemplo: somos solares, otimistas, valorizamos o feito à mão, no Brasil e o consumo consciente. Queremos que as marcas vendam bem, mas que as pessoas comprem porque entendem o valor que cada produto exposto carrega, tudo o que ele representa.
 
Qual vai ser o endereço?
 
Estaremos no Largo dos Leões, 81 C. Bem pertinho da Cobal do Humaitá. Pra gente era fundamental que fosse na rua, por motivos óbvios. Queremos levar a rua pra dentro da loja.
 
Qual a previsão de abertura?
 
Segunda quinzena de novembro. Provavelmente na semana de 22 a 26/11.
 
Qual vai ser a faixa de preço?
 
A partir de R$ 5 já vai ter algum impresso. O maior preço provavelmente será de alguma obra de arte eventualmente exposta ou um móvel maior.
 
Como vai ser a decoração da loja?
 
Simples, mas aconchegante. E que represente o Rio. Portanto, vai ter muito verde. O mobiliário vai ser leve, permitindo que mude bastante de lugar, de acordo com a ocasião. E vai ter arte. De uma certa forma, a loja vai ser parecida com o site. Mas em vez dos personagens, os protagonistas vão ser as marcas e as pessoas que as fazem.
 
A inauguração será apenas para convidados?
Não! A gente não curte camarote VIP! Assim que ela ficar pronta pra ser inaugurada, é só chegar.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *