Paraty Eco Festival: Conheça os mediadores e convidados para as rodas de conversa

Durante os três primeiros dias da sétima edição do Paraty Eco Festival, um dos destaques serão as rodas de conversa, algumas das quais contarão com etnias locais, como a Guarani e Pataxó, além de convidados trazendo cases de projetos sustentáveis da indústria da moda. Conheça um pouco mais sobre cada um desses participantes que debaterão sobre os desafios e propostas inovadoras em prol do design para sustentabilidade.
 
Ana Sudano é Diretora Criativa da Grama e palestrante, facilitadora de oficinas e workshops sobre planejamento e design sustentável, também é coordenadora de produção do Fashion Revolution Brasil. Com 16 anos no mercado, está à frente da marca Grama, focada em moda sustentável.

André Carvalhal é graduado em Publicidade e Jornalismo, pós-graduado em Marketing Digital e especialista em Design para sustentabilidade. Professor de cursos de extensão e pós-graduação em Marketing e Branding de Moda na Escola Superior de Propaganda e Marketing (ESPM), na Fundação Getulio Vargas (FGV), no Istituto Europeo di Design (IED), na Perestroika e no Instituto Rio Moda. Por quase 10 anos esteve à frente do marketing da marca feminina FARM. Atua como consultor e idealizador de projetos especiais para as empresas Grendene, Do Bem, Papel Craft e The School of Life. É autor dos bestsellers “A moda imita a vida – como construir uma marca de moda” e “Moda com propósito – manifesto pela grande virada”. Atualmente, é diretor co.criativo da AHLMA, nova marca de moda sustentável, do Grupo Reserva.

Daniela Auler é bacharel em negócios da moda pela Universidade Anhembi Morumbi, com especialização em responsabilidade social e sustentabilidade pela FGV. Desenvolveu sua carreira na criação e no marketing em moda. Idealizadora do Concurso Internacional de Moda Inclusiva realizado pela Secretaria de Estado dos Direitos da Pessoa com deficiência, também coordena e ministra os curso de moda inclusiva realizados no CTI (Centro de Tecnologia e Inclusão) em São Paulo.


Fernanda Simon é coordenadora nacional do Fashion Revolution Brasil, consultora de moda sustentável, palestrante e ativista. Após cursar Desenho de Moda na Faculdade Santa Marcelina, foi para Londres em busca de uma carreira com mais sentido, mais humana e engajada, assim se especializou em moda sustentável e por anos trabalhou com renomados nomes da área. De volta ao Brasil, em 2014, e a frente do movimento global, organiza e participa de atividades e açoões em prol da conscientização. Fernanda tem fortes ideologias, acredita que o planeta passa por um momento crucial de mudanças e que a moda é um importante agente de transformação.

Hilnando Mendes é artista visual, fotógrafo e cineasta nascido em Salvador-Bahia, e também o curador das exposições de foto e filme desta edição do Paraty Eco Festival. Além de desenvolver projetos audiovisuais na área de moda e música, desenvolve o seu trabalho mais autoral com foco voltado às causas dos povos originários do Brasil. Já dirigiu diversos documentários com temática ambiental e atualmente segue a luta Guarani enquanto produz o seu mais recente projeto onde acompanha a juventude mídia-ativista desta etnia e suas marchas e lutas em busca da demarcação de suas terras.

Kaio Freitas é um empreendedor serial. Tendo fundado de empresas a projetos sociais, a difícil interseção entre lucro e propósito é seu lugar preferido. Com mais de 10 anos de experiência na indústria criativa e com passagens por cidades como Rio, São Paulo, Cidade do México e Los Angeles, Kaio ajuda organizações a imaginarem oportunidades que transformem o mundo através do design e inovação. Há um ano investe no sonho de transformar a indústria da moda no Brasil através do Moda Limpa, uma startup focada em mapear, conectar e dar visibilidade a fornecedores e marcas mais sustentáveis.

Pedro Ruffier - Teko Schueng - Maria Mecun

Mary Brito é formada em Propaganda e Marketing pela ESPM, pós-graduada em Design de Moda e desde criança faz estágio como Maker em casa. Já teve uma marca feminina e após lidar com o duro ciclo de desvalorização dos seus produtos pela ociosidade inerente à moda, viu-se com o desejo de compartilhar o que ela era de fato. Estimular e incentivar o Faça Você Mesmo, virou missão da lumilab, marca criada por ela em 2016.

Nina Taterka Prado trabalha desde 2000 com arte indígena no centro histórico, tornando a cidade uma referência nacional pra quem busca arte dos povos originários.  É fundadora e curadora do Centro de Artes Nativas Originárias das Américas – C.A.N.O.A. – que conta com a arte de mais de 40 etnias de todo Brasil, de populações tradicionais e artesãos. Estabeleceu nesses 17 anos uma relação estreita com diversos povos e, em especial, com o povo Guarani, que vive na região.

Patricia Sant’Anna é fundadora, CEO e Diretora Criativa da TENDERE Pesquisa de Tendências e Soluções em Negócios Criativos. Vem atuando como consultora em diversos segmentos dos setores de moda, joias, decoração, eletrônicos, entre outros. Realiza estudos de segmentação com base em pesquisa estética e antropológica, que fundamentam as soluções criativas e dão os melhores resultados para os clientes. Já atuou como geradora de inovação, insights de sustentabilidade e criatividade para o Instituto Itaú Cultural, C&A, Renner, Eucatex, Samsung, SENAI SP, SENAC SP, SEBRAE Nacional, Instituto Brasileiro de Gemas e Metais (IBGM), entre outros.  Atualmente leciona no curso de Coolhunting do IED SP, e nas pós-graduações de moda do Istituto Europeo di Design (SP), Unipê (PB), Faculdade Santa.

Pedro Ruffier é fundador da Movin, a primeira empresa do segmento moda a ser certificada pela B-corporation no Brasil e destaque entre as empresas certificadas ao ganhar o Best For The World 2017. Pioneira também no segmento ao ser a primeira marca de moda a pensar o modelo de negócio ético por completo, ao utilizar matéria-prima sustentável, processos tecnológicos de prototipagem de produto, geração de renda local através de destinação de resíduos, design atemporal e o uso da transparência como fator de comunicação.

Mary Brito - Patricia Sant'Anna - André Carvalhal-2

Rafael Morais – é co-fundador da Grama que, após trajetória de dez anos no mercado audiovisual e em busca de novos desafios com propósitos ambientais e sociais, lança a marca em 2014 com a estilista Ana Sudano; também é produtor executivo no movimento Fashion Revolution Brasil e co-idealizador do Brasil Eco Fashion WeekApós trajetória de dez anos no mercado audiovisual e em busca de novos desafios com propósitos ambientais e sociais, lança em 2014 a marca Grama com a estilista Ana sudano; também é produtor executivo no movimento Fashion Revolution Brasil e co-idealizador do Brasil Eco Fashion Week.

Renato Imbroisi é designer e um dos pioneiros na atuação em parceria com artesãos, utilizando metodologia própria de trabalho desenvolvida ao longo de mais de 30 anos de atividades junto a grupos e comunidades de artesãos em todas regiões do Brasil e também em outros países. Com formação em tecelagem manual, une sua vivência como artesão ao desenvolvimento de  linhas de produtos e objetos com design e identidade cultural referente ao entorno, à cultura e à história de cada grupo com que trabalha. Ao mesmo tempo em que resgata técnicas e conhecimentos tradicionais, leva inovação e vigor ao artesanato local. Desde 2012, é responsável pela direção artística e curadoria do evento anual Paraty Eco Festival (moda, design, cultura, tradições).

Teko Semente é estilista e responsável pelo Atelier Teko Semente há 11 anos e faz moda sustentável. Recicla tecidos que iriam ser descartados por empresas de tecidos e transforma esses materiais em vestidos adultos e infantis, camisas masculinas, bolsas, estandartes, porta retratos e tudo que se possa imaginar. Todo o material que é produzido pelo atelier é costurado em máquina de costura e bordado à mão. Todas as peças são únicas, por isso não há tamanhos diferentes para um mesmo produto.

Ana Sudano - Rafael Morais

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *